• Sérgio Fadul

"Quarto de Guerra" e "O príncipe do Egito"

Próximos dias 16 e 17 de março apresentaremos os dois filmes, que são filmes conhecidos e emocionantes.


Alex Kendrick parece ter acertado um modo melhor para expor as propostas evangélicas em filme, desde que conseguiu patrocínio de grandes gravadoras. Foi assim em "Prova de Fogo", "Corajosos" e também é assim neste filme "Quarto de guerra".


O filme tem como trama principal os conflitos no casamento de Elizabeth e Tony. Diante de uma situação de diversas discussões e de uma vida egoísta por parte do casal, tudo parecia que iria desmoronar na vida dos dois. Mas foi quando Elizabeth, que era corretora, conheceu Clara Williams, tudo começa a mudar.


Clara mostra que vivemos em constante guerra com o inimigo e muitas vezes não enxergamos isto. O pior é que notamos que há algo errado, mas erramos ao não saber quem são os verdadeiros inimigos.


Nosso desejo inicial é como o outro deve ser, mas não somos nós que mudamos o outro, mas somente Deus pode fazê-lo compreender que as coisas tem que ser tratadas de forma diferente. Mas para isso acontecer, temos que orar e crer. Reconhecer as táticas do inimigo e o derrotar com a ajuda do Senhor.


Quando vivemos pequenas coisas erradas, elas tendem a se tornar cada vez mais numerosas e maiores. Por isso devemos fazer o que é correto, devemos saber perdoar, devemos agir como gostariam que agissem conosco.


Peguei parte do texto do site Gospel Prime, que cita 10 lições sobre este filme e achei interessante citar para vocês, pelo menos o enunciado:


1 – Prepare-se! A vida é uma constante de árduas batalhas;


2 – Sem estratégia não há vitória;

3 – Identifique corretamente o seu inimigo – Você pode estar lutando contra a pessoa errada;

4 – Casamento não é como um Buffet. É um Combo completo;

5 – O sucesso profissional não deve existir a despeito da harmonia familiar;

6 – Seja marcante e significativo na vida de alguém;

7 – Nossa comunhão com Deus não deve ser morna;

8 – Não importa onde seja, tenha sempre um “quarto de guerra”;

9 – Todos temos um guerreiro em nós que precisa ser despertado;

10 – Não tente fazer o trabalho de Deus na vida do seu cônjuge;


Já o filme O Príncipe do Egito é uma animação da Disney, que ainda hoje é impressionante. Conta a história de Moisés, desde seu nascimento até a passagem com os hebreus pelo mar Vermelho.

É um desenho que reflete com carinho a imagem de Moisés e Ramsés, como irmãos de criação, mas também do orgulho e coração fechado de Ramsés como Faraó, por se achar o próprio Deus (como assim era com todos os faraós).

Recordo que em seu lançamento, 1998, o desenho foi revolucionário e isso é legal, quando temos um tema tão importante para a nossa religião e a religião judaica.

Por fim, a música "When you bealive" (Quando você acredita), de Mariah Carey e, com a participação de Whitney Houston, são uma cereja no bolo, de tão linda que é.

Quando você acredita

"Muitas noites nós oramos,

sem provas de que alguém poderia ouvir