Descarte de Objetos Religiosos


O que fazer com impressos religiosos já velhos como, por exemplo, textos de orações, estampas, livros? Podem ser queimados? O que fazer com imagens quebradas que não têm mais conserto nem valor histórico?


Como se desfazer, de maneira respeitosa, de um objeto abençoado ou de um texto religioso que se deteriorou a ponto de não mais servir para o uso? Será verdade que joga-los no lixo pode fazer mal? Isto é superstição.


Textos de orações, estampas religiosas, bíblias sagradas ou manuais de oração que se encontram esmaecidos pelo uso, ou se desfizeram em pedaços, estão, por isso mesmo, num estado tal que, em muitos casos, são indignos de sua condição sagrada. Mesmo em se tratando de objetos bentos, por terem perdido substancialmente sua forma primitiva nada impede, pois, que sejam queimados. Como isto nem sempre pode ser feito facilmente, sobretudo por quem vive numa grande cidade, é recomendável rasga-los em pedaços, envolvê-los e coloca-los num cesto de lixo. Revistas, folhetos e leituras ainda úteis pode colocá-los no balcão ou mesas de portas de igrejas que os fiéis se encarregam de levá-los.


Imagens partidas que não têm mais conserto, o ideal seria enterra-las, mas se isso não for possível, o melhor é terminar de fragmenta-las, envolvê-las e colocá-las num cesto de lixo.

Folhetos e santinhos não são objetos de devoção em si, logo o descarte aqui mencionado não se aplica a estes objetos. Folhetos de missa são descartáveis pela sua própria natureza, então não há problema em lhes dar qualquer destino. Já terços e imagens podem ser objetos de devoção, principalmente se estiverem bentos, aí deve-se ter zelo para com eles, e se não puderem cumprir com o seu fim, ser devidamente destruídos e seus restos embrulhados e depositados em cesto de lixo.


Imagens e objetos abençoados são dignos de estima e conservação zelosa porque inspiram a fé. Uma vez quebrados, estragados, danificados são indignos de honra e veneração, pois perdem a benção. Acabar de quebra-los ou rasga-los é a maneira respeitosa de se desfazer. Se possível enterrando, queimando ou colocando no lixo em pedaços pequenos completamente destruídos e embrulhados, justamente para não serem profanados. Nunca deixar junto a Cruzeiros, Oratórios ou nas Igrejas.


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square