• nsdagloria

Direitos Fundamentais - O Vídeo do Papa - Abril 2021


Rezemos por aqueles que arriscam suas vidas lutando pelos direitos fundamentais em ditaduras, regimes autoritários e inclusive em democracias em crise, para que seu sacrifício e trabalho dêem frutos abundantes.

Papa Francisco – Abril 2021 Para defender os direitos humanos fundamentais é preciso coragem e determinação. Refiro-me a opor-se ativamente à pobreza, à desigualdade, à falta de trabalho, de terra, de habitação, de direitos sociais e do trabalho. Lembrem-se que muitas vezes os direitos humanos fundamentais não são iguais para todos. Há pessoas de primeira, de segunda, de terceira e de descarte. Não. Têm que ser iguais para todos. E, em alguns lugares, defender a dignidade das pessoas pode significar ir para a prisão, inclusive sem julgamento. Ou pode significar a calúnia. Cada ser humano tem direito a desenvolver-se integralmente, e esse direito básico não pode ser negado por nenhum país. Rezemos por aqueles que arriscam suas vidas lutando pelos direitos fundamentais em ditaduras, regimes autoritários e inclusive em democracias em crise, para que seu sacrifício e trabalho dêem frutos abundantes. CREDITS Campaign title: The Pope Video – April 2021: Fundamental Rights A project by Pope’s Worldwide Prayer Network In collaboration with Vatican Media Creativity and co-production by: La Machi Music production and mix by: Índigo Music Design BENEFACTORS Benefactors: The Permanent Observer Mission of the Holy See to the United Nations AVSI Foundation Media partners: Aleteia Thanks to: Doppler Email Marketing With the Society of Jesus — PRESS RELEASE FRANCISCO CONTRA A POBREZA E A DESIGUALDADE: A intenção do Vídeo do Papa de abril é pelos direitos humanos fundamentais.


Em sua intenção de oração para abril, o Santo Padre defende que todas as pessoas do mundo têm direito de se desenvolver plenamente e pede especialmente por aqueles que arriscam suas vidas lutando pelos direitos fundamentais.

(Cidade do Vaticano, 6 de abril de 2021) – O Vídeo Papa, que apresenta a intenção de oração que Francisco confia a toda Igreja Católica por meio da Rede Mundial de Oração do Papa, enfoca em abril os direitos fundamentais das pessoas. Na verdade, o Santo Padre quer enfatizar a “oposição ativa à pobreza, desigualdade, falta de trabalho, terra, moradia, direitos sociais e trabalhistas”, e também reconhecer o trabalho das pessoas que diariamente arriscam suas vidas para defender os direitos humanos fundamentais em ambientes de conflito de todos os tipos. As imagens do Vídeo Papa de abril buscam refletir sobre o uso desses direitos fundamentais – através das mãos de inúmeros homens e mulheres que trabalham a terra, que abrem portas, que curam, que se alimentam, que estudam… – e os abusos desses mesmos direitos, nas mãos de crianças exploradas, nas mãos sofredoras de pessoas presas sem julgamento, entre outras situações críticas. O vídeo tem o apoio da Missão Permanente de Observação da Santa Sé junto às Nações Unidas. Quando se fala de direitos humanos fundamentais, trata-se de direitos que todas as pessoas têm basicamente por serem pessoas humanas. São inerentes a todos, independentemente da nacionalidade, sexo, origem étnica ou nacional, cor, religião, idioma ou qualquer outra condição. A Declaração Universal dos Direitos Humanos, adotada pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1948, foi o primeiro documento legal a estabelecer a proteção universal dos direitos humanos fundamentais. Os ensinamentos da Igreja: direitos humanos Também na Igreja, desde o Papa João XXIII na década de 1960, os direitos humanos têm estado no centro do ensinamento e da prática social católica. Como escreveu em um recente artigo o cardeal Michael Czerny S.J.: “Quando São João XXIII listou os direitos fundamentais em sua encíclica Pacem in terris de 1963, ele começou com aqueles que hoje são considerados econômicos. ‘O homem tem direito a viver’, diz ele, ‘tem direito à integridade corporal e aos meios necessários para o bom desenvolvimento da vida, em particular a alimentação, vestuário, habitação, assistência médica, descanso, e, por fim, aos serviços sociais necessários’. Hoje, o Papa Francisco dá a mesma ênfase, destacando em particular o direito ao trabalho, à habitação, terra e segurança alimentar: ‘terra, moradia e trabalho’”. Por sua vez, o Pe. Frédéric Fornos S.J., Diretor Internacional da Rede Mundial de Oração do Papa, acrescentou: “Não é a primeira vez que o Papa Francisco insiste na importância dos direitos fundamentais das pessoas. Em sua última encíclica, Fratelli tutti, ele denunciava que “enquanto uma parte da humanidade vive na opulência, outra parte vê sua própria dignidade desconhecida, desprezada ou pisoteada, e seus direitos fundamentais ignorados ou violados” (FT, 22). Francisco nos pede neste mês para rezar por “aqueles que arriscam suas vidas lutando pelos direitos fundamentais em ditaduras, em regimes autoritários e inclusive em democracias em crise”. É um convite a recordar estes homens e mulheres, em tantos países do mundo, que continuam na prisão ou em situações de risco, ou que perderam a vida, e muitos deles em nome da sua fé em Jesus Cristo. Não vamos esquecê-los, vamos rezar por eles, por elas”.

Rezar por aqueles que defendem os direitos fundamentais Acompanhemos o Vídeo Papa de abril com a oração, destacando a coragem e a determinação daqueles que lutam todos os dias para que os direitos humanos fundamentais sejam iguais para todos, embora para alguns isso signifique colocar em risco sua própria vida. © 2016 – 2021– Pope’s Worldwide Prayer Network – Apostleship of Prayer. Privacy policy and Legal notice. Idea and execution with La Machi.


Fonte: https://thepopevideo.org/?lang=pt-br

0 visualização
Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square