Papa recorda vítimas de tragédias no mundo, no Angelus deste domingo


Francisco lembrou alguns acontecimentos importantes: Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, tragédias em Brumadinho (MG), Brasil, e Hidalgo, no México, crise na Venezuela, atentados nas Filipinas e Colômbia.

---------------------


O Papa rezou a oração mariana do Angelus, deste domingo (27/01), do Lar do Bom Samaritano Juaz Díaz que dá assistência a jovens e adultos portadores de Hiv-Aids.


Francisco recordou que neste domingo, celebra-se o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto.


“Precisamos manter viva a memória do passado, da tragédia passada e aprender com as páginas escuras da História para nunca mais cometer os mesmos erros. Vamos continuar nos esforçando, sem cessar, para cultivar a justiça, aumentar a concórdia e sustentar a integração, para ser instrumentos de paz e construtores de um mundo melhor”, disse o Pontífice.


O Papa manifestou seu pesar pelas tragédias ocorridas na Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), e no Estado de Hidalgo, no México. “Confio à misericórdia de Deus todas as vítimas e ao mesmo tempo rezo pelos feridos e expresso meu afeto e minha proximidade espiritual às suas famílias e a toda população”.


Francisco recordou também o povo venezuelano:


“Aqui no Panamá, pensei muito no povo venezuelano ao qual me sinto particularmente unido nesses dias. Diante da grave situação que está vivendo, peço ao Senhor para que se busque e alcance uma solução justa e pacífica para superar a crise, respeitando os direitos humanos e buscando exclusivamente o bem de todos os habitantes do país. Convido todos vocês a rezar, colocando essa intercessão sob a proteção de Nossa Senhora de Coromoto, Padroeira da Venezuela.


”Francisco confiou a Cristo e à Virgem Maria, as vítimas do atentado terrorista perpetrado, neste domingo (27/01), na Catedral de Jolo, nas Filipinas, durante a celebração eucarística.


“Reitero a minha mais firme reprovação deste episódio de violência, que traz novos lutos a essa comunidade cristã, e elevo as minhas orações pelos defuntos e feridos. O Senhor, Príncipe da paz, converta os corações dos violentos e conceda aos habitantes daquela região uma convivência pacífica.


”O Papa recordou, neste último dia da Jornada Mundial da Juventude, os mortos na explosão de um carro-bomba na Academia de Polícia General Santander, em Bogotá, na Colômbia.


É tradição da escola citar o nome de um por um dos mortos e o Papa homenageou os cadetes proferindo o nome de cada um deles.







Tags:

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square