PASTORAIS

Buscando um modo mais simples de demonstrar as pastorais, decidimos dividi-las em grupos conforme suas missões.  São estas: Pastorais de Iniciação Cristã, Pastorais Pró-Família, Serviços do Altar, Pastorais de Integração e Serviços à Comunidade. 

(vá direto às pastorais)

Existem também os Movimentos, Serviços à Comunidade e os Grupos de Ajuda, que vocês podem acessar em seus próprios botões.

Pastoral, ou Ação Pastoral Católica, é o nome que se dá a um conjunto de atividades realizadas por leigos voluntários, destinadas à comunidade local, ou até mundial, que, conforme o próprio nome nos indica, busca auxiliar o Bom Pastor, que é Cristo Jesus.

"Na verdade, na verdade vos digo

que aquele que não entra pela porta no curral das ovelhas,

mas sobe por outra parte, é ladrão e salteador.  

Aquele, porém, que entra pela porta é o pastor das ovelhas.  

A este o porteiro abre, e as ovelhas ouvem a sua voz,

e chama pelo nome às suas ovelhas, e as traz para fora.  

E, quando tira para fora as suas ovelhas, vai adiante delas,

e as ovelhas o seguem, porque conhecem a sua voz.  

Mas de modo nenhum seguirão o estranho, antes fugirão dele,

porque não conhecem a voz dos estranhos."

São João 10, 1-5

A Pastoral deve estar aberta para novos agentes e, mais do que isto, devem buscar novos agentes. O Bom Pastor é aquele que busca a ovelha perdida.  Ele sabe que as ovelhas perdem seu senso de direção quando distante Dele e, por muitas vezes, caem nos vales da vida.  O Bom Pastor deixa as 99 ovelhas em segurança e parte para o resgate da ovelha perdida.  Ao vê-la no fundo do vale, presa aos espinheiros, desce e adentra a sarça, mesmo que custe-Lhe as chagas, a dor.  Ele a tira e a carrega sobre os ombros, alegre, pois encontrou aquela que estava perdida.

 

A Pastoral deve seguir um planejamento caridoso e viver nos princípios amorosos do Pastor, com oração, serviço e missão.  Não existe pastoral que siga idéias contrárias ao nosso Salvador, cuja vida nos deu para nos resgatar do pecado, e nos dar a Vida, a Verdade e o Caminho para o Pai. Portanto, quando se ouvir nomes, como Movimento pró aborto, de secção ou qualquer tipo de morte, de forma nenhuma é católico ou cristão, mas do próprio adversário que engana e mascara a verdade.

 

Jesus é Vida, é Ressureição, é Amor incondicional, é Paz, é Partilha, é Caridade.

 

A Pastoral tem um núcleo, que deve ser compartilhado, mas representado por um coordenador que representa estas idéias conjuntas.  O coordenador que dita as regras como um chefe, não compreende a dimensão pastoral, pois Jesus sempre nos deu o livre arbítrio.  Ao contrário, ele busca uma visão plena da missão, enxergando através da disponibilidade e vontade dos agentes a melhor forma de cumpri-la.  Ele não é dono da pastoral, mas deve entender que a pastoral deve continuar a existir, mesmo na sua ausência.  A morte de uma pastoral é um fracasso do coordenador, que cobre qualquer tipo de vitória.

“No dia seguinte, quando saíram de Betânia, Jesus teve fome.

E vendo de longe uma figueira com folhas,

foi ver se nela, porventura, acharia alguma coisa.

Aproximando-se dela, nada achou, senão folhas;

porque não era tempos de figos.

Então, lhe disse Jesus:

Nunca jamais coma alguém fruto de ti!

E seus discípulos ouviram isto.

E, passando pela manhã, viram que a figueira secara desde a raiz."

São Marcos 11, 12-20

Vejam que a esterilidade da árvore representava toda a improdutividade que se instalava a anos em Israel.  Jesus, no dia seguinte, iria amaldiçoar e proclamar o juízo: “Eis que a vossa casa vos ficará deserta” (Mt 23, 38). No mesmo dia, antes de sua proclamação, Jesus censurou severamente aos escribas e aos fariseus por suas pretensões hipócritas (Mt 23, 13-33).

 

Se cada um de nós olharmos com atenção para dentro de nós, veremos que Deus já nos deu dons, que alguns buscaram melhorar, que vivem de forma livre ou que ardentemente procuramos disponibilizar pela glória do Senhor.   Os dons nascem conosco e cabe a cada um dar valor ou não. Também devemos ter a humildade de crescer em comunidade e não impor as nossas maneiras. Os dons crescem enormemente quando compartilhados, pois aprendemos formas diferentes de enxergá-los.   Por isso as Pastorais também deve buscar correspondentes e colaboradores. Correspondentes são agentes que também participam de outras pastorais e buscam uma integralização nas ações.  Os correspondentes, normalmente, são pessoas que não estão engajadas nas pastorais, mas tem o conhecimento, seja por ofício ou por talento. 

 

Portanto, todas as pastorais devem buscar a integração, pois é sabido que o corpo é um só, mas diversas são as ações dos seus membros.

Na Teologia da Pastoral as funções são divididas na seguinte maneira:

E você?  

Use o seu talento ou sua experiência para ajudar alguma das pastorais...

Não se encaixou em nenhuma das pastorais?  

Que tal unir-se a outros e criar uma nova pastoral?

Traga a proposta para sua Igreja e vamos trabalhar para o Senhor...

Que a voz do Bom Pastor seja guia para tua vida.

Nos vemos na Igreja!