• nsdagloria

Santa Cristiana (Nina) da Geórgia


Origens


Santa Cristiana, também conhecida como Santa Nina, nasceu no Século IV, na Capadócia, hoje Turquia. Foi capturada pelos bárbaros que invadiram o extremo Oriente do império romano. Foi levada para as terras pagãs da atual Geórgia, entre os mares Negro e Cáspio e lá viveu. Seu nome original era Nuné, ou Nina, e ela passou a ser uma jovem escrava do palácio real.


De Nuné para Cristiana


Mesmo na condição de escrava, Nuné demonstrava fé em Jesus Cristo pela alegria e esperança com que enfrentava as inúmeras dificuldades e os grandes sofrimentos. Este exemplo de vida despertava o interesse dos pagãos que faziam parte de seu convívio. Assim, ela tinha a oportunidade de ministrar a eles a alegria da fé e a Palavra de Deus. Por isso, ela passou a ser chamada de “Cristiana”, que significa “a serva cristã”.


Curas por sua intercessão


A tradição católica da Rússia conta que, certa vez, Cristiana foi procurada por uma senhora cujo filho estava à beira da morte. Esta insistia que a Santa pedisse a Deus pelo filho. Cristiana, então, foi à casa da mulher, ajoelhou-se ao lado da cama onde estava o menino e pediu por ele com grande fé. Logo o menino abriu os olhos, deu um sorriso e ficou em pé, curado, diante de todos os que ali estavam. O fato espalhou-se por toda a região e todos quiseram conhecer a religião de Cristiana. Isso foi para ela ocasião de evangelizar e converter os pagãos. Outras curas aconteceram e ela pôde evangelizar ainda mais o povo da região mesmo na condição de escrava.


Rezando pela rainha


Aconteceu que a rainha local, chamada Nana, caiu gravemente enferma de tal forma que nenhum médico conseguia curá-la. Foi, então, que alguém lembrou de pedir ajuda à escrava Cristiana. Falaram dos milagres operador por sua intercessão à rainha, e esta mandou chamá-la. Cristiana, a humilde escrava, dirigiu-se ao palácio real. Levou consigo apenas a fé e a confiança inabalável no poder de Deus. Rezou pela rainha esta ficou curada. Todos na corte ficaram impressionados e despertaram o interesse pela fé cristã.


O rei se encontra com a fé


O rei Mirian, que tinha presenciado a cura de sua esposa, saiu com um grupo de amigos para uma caçada. Porém, acabaram presos na mata por causa de uma terrível tempestade. A situação ficou bastante grave, com raios derrubando e incendiando árvores, pedras rolando e ferindo pessoas. Apavorados, todos clamaram a seus deuses, mas a tempestade só se agravava. Então, o rei lembrou-se da cura da rainha e rezou ao Deus de Cristiana. Nesse momento, uma luz foi vista vindo do céu, a tempestade simplesmente cessou e todos voltaram em segurança para o palácio. Este fato fez o rei sentir a fé arder em seu coração.


O rei se converte


No palácio o rei procurou Cristiana, a escrava, pediu que ela falasse tudo o que pudesse sobre a fé cristã. Ao ouvi-la, foi sendo evangelizado e se convertendo. Concedeu a liberdade a Santa Cristiana e pediu que ela permanecesse na corte, como orientadora espiritual. Seguindo as orientações de Santa Cristiana, o rei pediu ao imperador Constantino que enviasse um bispo para aquela região. Enquanto isso, mandou que fosse construída a primeira igreja em seu reino, seguindo à risca uma planta desenhada sob total orientação de Santa Cristina.