top of page
  • Sérgio Fadul - Heroínas da Cristandade

Santa Anastácia e Santa Basilissa

Em torno de 68 DC. A tradição diz que duas nobres romanas, Basilissa e Anastácia foram convertidas para o cristianismo pelas pregações dos apóstolos São Paulo e São Pedro.


Após os dois apóstolos terem sido martirizados em Roma, Basilissa e Anastácia encontraram os seus corpos e os enterraram secretamente a noite.


Isto teria enfurecido as autoridades que acabaram descobrindo quem havia enterrado os apóstolos, foram presas e levadas diante do tribunal de Nero para renunciarem a sua fé e confessarem onde teriam enterrado os dois corpos, para seus corpos serem exumados e queimados. Nenhuma das duas confessaram o local, e foram martirizadas de maneira selvagem e finalmente tiveram as suas línguas arrancadas, os braços e pés cortados antes de serem finalmente decapitadas .


Somente os gregos têm os anais da historia delas, por isso certos biógrafos e martirologistas duvidam da existência dessas duas senhoras.


Na arte litúrgica da igreja, Basilissa e Anastácia são mostradas com as suas mãos e pés cortados fora.


Em outras gravuras são mostradas enterrando os corpos de São Pedro e São Paulo.


Santa Anastácia e Santa Basilissa, rogai por nós!



MARTIROLÓGIO ROMANO

15/04


1. Na Trácia, região do Sul da Europa, os santos Teodoro e Pausilipo, mártires, que, segundo a tradição, sofreram a morte no tempo do imperador Adriano.

(† 117/137)


2. Em Mira, na Lícia, na atual Turquia, São Crescente, que sofreu o martírio na fogueira.

(† data inc.)


3. No Monte d’Oro, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, São Marão, mártir.

(† data inc.)


4. Em Roma, junto de São Pedro, a comemoração de Santo Abúndio, que, segundo o testemunho do papa São Gregório, foi humilde e fiel mansionário desta igreja.

(† c. 564)


5. Em Scissy, no território de Coutances da Gália, na actual França, o sepultamento de São Paterno, bispo de Avranches, que fundou muitos mosteiros e, eleito já septuagenário para a sede episcopal, finalmente, com grande contentamento entregou a sua alma a Deus no mosteiro deste lugar.

(† c. 565)


6*. No mosteiro de Landelles, no território de Bayeux, na Normandia, atualmente também na França, Santo Ortário, abade, dedicado a uma vida de austeridade e de oração e assíduo na assistência aos enfermos e aos pobres.

(† s. XI)


7*. Em Avinhão, na Provença, região da França, São César de Bus, presbítero, que, convertendo-se da vida mundana, se dedicou à pregação e à catequese e fundou a Congregação dos Padres da Doutrina Cristã, destinada a dar glória a Deus pela formação dos fiéis.

(† 1607)


8*. Em Kalawao, na ilha de Molokai, na Oceania, São Damião de Veuster (José de Veuster), presbítero da Congregação dos Missionários dos Sagrados Corações de Jesus e Maria, que se consagrou com tanta magnanimidade à assistência dos leprosos, que também ele sucumbiu atingido pela lepra.

(† 1889)



Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page