top of page
  • Sérgio Fadul / Canção Nova

São Medardo de Noyon


O nome do santo recordado neste dia significa “audaz”.


Medardo nasceu em Salenci, perto de Noyon, seu pai era um senhor franco, chamado Netardo, e sua mãe uma gaulesa, chamada Protágia.


Tinha a maior riqueza: a fé no amor de Deus. Ele foi crescendo na piedade e na generosidade, tanto que, diante de um pobre viajante, que, tendo sido roubado o seu cavalo, ele chorava copiosamente e, por isso, o santo deu a ele generosamente o seu próprio cavalo.


Medardo queria uma vida de consagração total. Seu pai, que o conhecia e amava, foi quem mais o ajudou a perceber sua vocação ao sacerdócio ordenado. Com 33 anos ele tornou-se padre. Um homem apostólico que preferia os pobres e mais sofridos.


O santo de hoje, depois de viver seu apostolado como sacerdote, foi escolhido para ser bispo de Vermandois por São Remi por volta do ano 530. O bispo de Tournai, Santo Eleutério, faleceu algum tempo depois, e Medardo foi eleito, com o consentimento do rei Clotário e também do povo e do clero, para o governo dessa igreja, com a de Noyon. As duas igrejas, governadas por um mesmo bispo, permaneceram unidas durante seiscentos anos.

Medardus era um dos mais notáveis bispos de seu tempo e era muito venerado no norte e nordeste da França e logo tornou-se um herói com inúmeras lendas.


Todo ano, no dia de sua festa, em Rosiére uma jovem era escolhida como a mais exemplar da região e escoltada por 12 rapazes e 12 garotas para a igreja onde ela era coroada com rosas e recebia uma quantidade em dinheiro. Era uma espécie de bolsa escolar, e teria sido instituída por São Medardo, quando bispo . A lenda diz que quando era jovem, Medardo foi protegido da chuva por uma enorme águia que ficava parada sobre ele.


Este fato é mostrado na arte religiosa e é responsável por ele ser padroeiro contra mau tempo, furacões e protetor das pessoas que trabalham nos campos e na agricultura.


A tradição diz ainda que se no dia de sua festa chover, os próximos 40 dias choverão e se o tempo estiver bom, os próximos 40 dias terão um clima bom. Ele é também mostrado rindo ou dando gargalhadas, com a boca bem aberta, o que seria por ser protetor contra a dor de dente. Faleceu em 8 de junho de 545 em Noyon e suas relíquias forma trasladadas para uma propriedade real perto de Crouy, na entrada de Soissons e uma Abadia Beneditina foi construída sobre seu túmulo.


Como um grande pastor, converteu pagãos com suas pregações. Sua generosidade continuou sendo instrumento de evangelização para muitos nas palavras e nas obras. Faleceu em 560, tornando-se para nós um grande exemplo e intercessor.


São Medardo, rogai por nós!


ORAÇÃO


Senhor, que fortalecestes São Medardo com o vosso Espírito de verdade e de amor para apascentarem o vosso povo, concedei a quantos celebram a sua festa a graça de crescerem na santidade, imitando o seu exemplo, e de receberem o auxílio da sua intercessão. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.



MARTIROLÓGIO ROMANO

08/06

1. Em Aix-La-Provence, na Provença, região da Gália, na atual França, São Maximino, a quem se atribuem os inícios da fé cristã nesta cidade.

(† data inc.)


2. Em Ruão, também na Gália, hoje na França, São Gildardo, bispo.

(† d. 511)


3. Em Soissons, também na Gália, hoje na França, São Medardo, bispo de Saint-Quentin, que, depois de ter sido arrasada a sua cidade, transferiu a sede episcopal para Noyon, onde trabalhou com todo o empenho para converter o povo das superstições pagãs à doutrina de Cristo.

(† 561)


4. Em Fano, no Piceno, hoje nas Marcas, região da Itália, São Fortunato, bispo, que se dedicou diligentemente à redenção dos cativos.

(† s. VI f.)


5. Em Metz, na Austrásia, atualmente na França, São Clodolfo (Clodulfo), bispo, filho de Santo Arnolfo e conselheiro do rei.

(† c. 660)


6. Em York, na Inglaterra, São Guilherme (Guglielmo) Fitzherbert, bispo, homem afável e pacífico, que, injustamente deposto da sua sede episcopal, se recolheu entre os monges de Winchester e, restituído à sua sede, perdoou aos inimigos e restabeleceu a paz entre os cidadãos.

(† 1154)


7*. Em Londres, o Beato João Davy, diácono da Cartuxa desta cidade e mártir, que, no reinado de Henrique VIII, por causa da sua fidelidade à Igreja e ao Pontífice Romano, foi duramente torturado no cárcere e aí morreu de fome.

(† 1537)


8. Em Ambiatibes, na ilha de Madagáscar, o São Tiago Berthieu, presbítero da Companhia de Jesus e mártir, que, tanto na paz como na guerra, trabalhou incansavelmente pelo Evangelho e, apesar de ter sido expulso três vezes das missões, preso por homens armados e repetidamente instado sem êxito à apostasia, foi finalmente assassinado em ódio à fé cristã.

(† 1896)


9*. No Porto, cidade de Portugal, a Beata Maria do Divino Coração de Jesus (Maria Droste zu Vischering), virgem, da Congregação das Irmãs da Caridade do Bom Pastor, que promoveu admiravelmente a devoção ao Sagrado Coração de Jesus.

(† 1899)


10*. Em Kuzhikkattussery, no Kérala, estado da Índia, a Beata Maria Teresa Chiramel Mankidiyan, virgem, eminente pela sua vida eremítica e austera penitência, que procurou a Cristo nos mais pobres e nos mais abandonados e fundou a Congregação das Irmãs da Sagrada Família.

(† 1926)


11*. Em Cágliari, na Sardenha, o Beato Nicolau de Gestúri (João Medda), religioso da Ordem dos Frades Menores Capuchinhos, que, sempre pronto para ajudar os indigentes, com o exemplo da sua virtude e da sua bondade estimulou muitos outros à prática da caridade para com os pobres.

(† 1958)

44 visualizações

Comments


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page