top of page
  • Sérgio Fadul / Canção Nova

São Cornélio de Cesareia


São Cornélio foi um dos principais responsáveis pela evangelização de estrangeiros


Encontramos, nos Atos dos Apóstolos, este exemplo de entrega. No capítulo 10, nós assim ouvimos da Palavra de Deus: “Havia em Cesareia um homem por nome Cornélio. Centurião da corte que se chamava Itálica, era religioso; ele e todos de sua casa eram tementes a Deus. Dava muitas esmolas ao povo e orava constantemente” (At 10,1-2).


Diante dessa espiritualidade que Cornélio possuía, Deus o visitou por meio de um anjo, que lhe indicou São Pedro. Este, que também teve uma visão, foi à casa de Cornélio. Foi aí que aconteceu a abertura da Igreja para a evangelização dos pagãos, dos estrangeiros. No outro dia, Pedro chegou em Cesareia. Cornélio o estava esperando, tendo convidado seus parentes e amigos mais íntimos. Não somente ele queria encontrar-se com o Senhor, como também queria o mesmo para todos os seus parentes e amigos.


Cornélio ouviu da boca do primeiro Papa da Igreja: “Deus me mostrou que nenhum homem deve ser considerado profano ou impuro” (At 10,28). Assim, São Pedro começou a evangelizar e, de repente, no versículo 44: “Estando Pedro, ainda a falar, o Espírito Santo desceu sobre todos que ouviam a (santa) Palavra. Os fiéis da circuncisão, que tinham vindo com Pedro, profundamente se admiraram vendo que o dom do Espírito Santo era derramado também sobre os pagãos; pois eles os ouviam falar em outras línguas e glorificar a Deus. Então Pedro tomou a palavra: ‘Porventura pode-se negar a água do batismo a estes que receberam o Espírito Santo como nós? E mandou que fossem batizados em nome de Jesus Cristo. Rogaram-lhe então que ficasse com eles por alguns dias” (At 10,44-48).


São Cornélio tornou-se o primeiro bispo em Cesareia. Homem religioso e de oração, Deus pôde contar com ele para a maravilhosa obra que chega até nós nos dias de hoje. Pela docilidade de muitos, como São Cornélio, o Santo Evangelho se faz presente em nosso meio. Peçamos a intercessão de São Cornélio para que busquemos cada vez mais o Senhor.


São Cornélio, rogai por nós!



MARTIROLÓGIO ROMANO

02/02


1. Festa da Apresentação do Senhor, pelos gregos chamada Hypapante: quarenta dias depois do Nascimento do Senhor, Jesus foi levado ao templo por Maria e José, cumprindo externamente a lei mosaica, mas na verdade indo ao encontro do seu povo crente e exultante, como luz para se revelar às nações e glória do seu povo Israel.


2. Em Orleães, na Gália Lionense, hoje na França, São Flósculo, bispo.

(† c. 500)


3. Em Cantuária, na Inglaterra, São Lourenço, bispo, que governou esta Igreja depois de Santo Agostinho e a engrandeceu muito, convertendo à fé o rei Edvaldo.

(† 619)


4. Em Würzburg, na Austrásia, atualmente na Alemanha, São Burcardo, bispo, oriundo da Inglaterra, que foi ordenado por São Bonifácio como primeiro bispo desta cidade.

(† 754)


5*. Em Florença, na Etrúria, hoje na Toscana, região da Itália, o Beato Simão Fidáti de Cássia, presbítero da Ordem dos Eremitas de Santo Agostinho, que pelas suas palavras e escritos conduziu muitos à vida cristã mais perfeita.

(† 1348)


6*. Em Susa, no Piemonte, também região da Itália, o Beato Pedro Cambiano de Ruffia, presbítero da Ordem dos Pregadores e mártir, que foi cruelmente assassinado no claustro pelos hereges em ódio à Igreja.

(† 1365)


7. Em Prato, na Etrúria, hoje na Toscana, também região da Itália, Santa Catarina de Rícci, virgem da Ordem Terceira Regular de São Francisco, que se empenhou diligentemente na renovação da vida religiosa e se entregou à meditação contínua dos mistérios da Paixão de Jesus Cristo, dos quais teve frequentes experiências místicas.

(† 1590)


8. Em Bordéus, na França, Santa Joana de Lestonnac, que, ainda adolescente, recusou sempre os convites e tentativas da mãe para se afastar da Igreja católica e, depois da morte do esposo, orientou com sabedoria a educação dos cinco filhos. Fundou a Sociedade das Filhas de Nossa Senhora, à imitação da Companhia de Jesus, para fomentar a formação cristã da juventude feminina.

(† 1640)


9*. Em Roma, São Nicolau de Langobárdi (João Baptista Sággio), religioso da Ordem dos Mínimos, que desempenhou humilde e santamente o ofício de porteiro.

(† 1709)


10*. Em Genazzano, no Lácio, região da Itália, o Beato Estêvão Bellesíni, presbítero da Ordem de Santo Agostinho, que, em tempos difíceis permaneceu fiel à Ordem perseguida, dedicando-se à educação das crianças, à pregação e ao trabalho pastoral.

(† 1840)


11. Em Hanoi, no Tonquim, hoje no Vietnam, São João Teófano Vénard, presbítero da Sociedade das Missões Estrangeiras de Paris e mártir, que, depois de seis anos de tribulações e trabalhos em ministério clandestino, finalmente encerrado numa jaula e condenado à morte no tempo do imperador Tu Duc, foi serenamente ao encontro do martírio.

(† 1861)


12*. Em Dernbach, na Renânia, região da Alemanha, a Beata Maria Catarina Kasper, virgem, que fundou o Instituto das Pobres Servas de Jesus Cristo, para servirem o Senhor nos pobres.

(† 1898)


13♦. Em Plancy, cidade da França, o Beato Luís Brisson, presbítero da diocese de Troyes, que fundou as duas congregações, das das Irmãs Oblatas e dos Oblatos de São Francisco de Sales.

(† 1908)


14*. Em Milão, na Itália, o Beato André Carlos Ferrári, bispo, que valorizou a tradição religiosa do seu povo e abriu novos caminhos, para dar a conhecer ao mundo a mensagem de Cristo e a caridade da Igreja.

(† 1921)


15*. Em Verona, também na Itália, Santa Maria Domingas Mantováni, virgem, que fundou, juntamente com o Beato José Nascimbéni, presbítero, o Instituto das Irmãzinhas da Sagrada Família, do qual foi a primeira superiora, servindo com profunda humildade, por amor de Cristo, os pobres, os órfãos e os enfermos.

(† 1934)

Opmerkingen


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square
bottom of page