• nsdagloria

Nossa Senhora do Bom Conselho e Nossa Senhora da Esperança



Origens


Nossa Senhora do Bom Conselho é um dos títulos da Virgem Maria. O centro dessa devoção está em um ícone da Virgem. Este ícone está hoje exposto na cidade de Genazzano, Itália, na Igreja dedicada a ela. As origens desse ícone estão mescladas a histórias fantásticas e milagres. A história se divide em duas partes. A grande maioria dos relatos relaciona o ícone de Nossa Senhora de Shkodra, que significa Bom Conselho, venerada na Albânia e o ícone que é hoje venerado em Genazzano.


O começo da história na Albânia


Na Albânia, a Virgem Maria era venerada há séculos sob este e vários outros títulos. Havia no país várias capelas dedicadas a ela. Uma delas, especialmente, tornou-se um grande centro de peregrinações no tempo das guerras contra os turcos Otomanos. Trata-se da Capela de Shkodra, que significa “Bom Conselho”. Lá, havia um ícone de Nossa Senhora que era venerado.


O ícone sai da capela


Certo dia, a cidade foi cercada pelos Otomanos. Então, dois albaneses muito devotos da Virgem, postaram-se diante da imagem e pediram a graça de escapar com segurança. Neste momento o ícone soltou-se do altar e, flutuando no ar, saiu da capela. Os dois homens, chamados De Sclavis e Gjorgji, seguiram o ícone flutuante. Seguindo a imagem, eles escaparam do cerco e chegaram a Roma. Lá, o ícone desapareceu.


Redescoberta do ícone


Passado algum tempo, os dois ouviram falar sobre uma imagem de Nossa Senhora que tinha aparecido milagrosamente na cidade de Genazzano. Decidiram, então, ir para lá. Ao chegarem, reconheceram de pronto a imagem como sendo a mesma que era venerada em Shkodra e que os tinha guiado até Roma. Por isso, os dois decidiram fixar moradia em Genazzano.


Igreja


O tempo passou. Então, o Papa Sisto III pediu ajuda a todos os fiéis para efetuar restaurações na Basílica de Santa Maria Maggiore. O povo de Genazzano destacou-se pela generosidade. Por isso, o Papa doou à cidade um terreno. Nele, foi erguida uma bela igreja dedicada a Nossa Senhora do Bom Conselho. Mas o tempo passou, a igreja ficou sem cuidados e caiu em ruínas.


Ruínas e restauração


No ano 1467, Petruccia de Geneo, viúva e moradora no local, sentiu o impulso de começar uma restauração da igreja, usando recursos próprios, que não eram muitos. Sem conseguir ajuda do povo, ela acabou gastando tudo o que tinha e, mesmo assim, não conseguiu terminar as obras. Aconteceu que, no dia da festa de São Marcos, 25 de abril de 1467, o povo se reuniu para a festa. Perto das 16h, todos ouviram uma bela música. Procuraram, então, saber de onde ela vinha. Então, todos viram uma nuvem, que se destacava num céu sem nuvens. A tal nuvem desceu e cobriu uma das paredes da igreja, que se encontrava