• Sérgio Fadul - Vatican.va

Santa Madalena de Canossa


Madalena de Canossa, uma mulher que acreditou no amor do Senhor Jesus e, enviada pelo seu Espírito entre os irmãos mais necessitados, os serve com coração de mãe e forvor de apóstola.

Nasce em Verona no dia 1° de março de 1774, de família nobre e rica, terceira de seis irmãos.

Através de tapas dolorosas, como a morte do pai, o segundo casamento da mãe, a doença, a incompreensão, o Senhor a guia por estradas imprevisíveis que Madalena tenta, com esforço, percorrer.


Uma chamada


Atraída pelo amor de Deus, aos 17 anos deseja consagrar a própria vida a Ele e por duas vezes tenta a experiência do Carmelo.

Mas o Espírito a solicita interiormente a percorrer um caminho novo: deixar-se amar por Jesus, o Crucifixo, pertencer a Ele somente, para ser totalmente disponível aos irmãos afligidos por vários tipos de pobreza.


Retorna em família e, constrangida por acontecimentos dolorosos e pelas circunstâncias históricas trágicas do final do século XVIII, guarda secretamente no fundo do coração a sua chamada e se insere na vida do Palácio Canossa, aceitando a administração do vasto patrimônio familiar.


Um dom


Com empenho e dedicação, Madalena cumpre seus deveres quotidianos e amplia seu círculo de amizades, permanecendo aberta à ação misteriosa do Espírito, que gradualmente plasma o seu coração e a rende participante da paixão do Pai pelo homem, manifestada no dom total e supremo de Jesus na Cruz, no exemplo de Maria, a Virgem Mãe Dolorosa.


Iluminada desta caridade, Madalena se abre ao grito dos pobres famintos de pão, de instrução, de compreensão e da Palavra de Deus. Descobre-os nos bairros periféricos de Verona, onde as repercussões da Revolução Francesa, o alternado domínio de Imperadores estrangeiros, as Páscoas veronesas haviam deixado sinais de evidentes devastações e de sofrimento humano.


Um projeto


Madalena procura e encontra as primeiras companheiras chamadas a seguir Cristo pobre, casto, obediente, e enviadas a testemunhar a sua incondicionada caridade entre os irmãos.

Em 1808, superadas as últimas resistências de sua família, Madalena deixa definitivamente o palácio Canossa para dar início, no bairro mais pobre de Verona, àquela que interiormente reconhece ser a vontade do Senhor: servir aos homens mais necessitados com o coração de Cristo!


Uma profecia