Solidariedade aos cristãos no Iraque com leilão da Lamborghini doada ao Papa


Em 15 de novembro de 2017, o Santo Padre doou à fundação a soma arrecadada com a venda da Lamborghini Huracán, doada ao Pontífice por essa companhia italiana fabricante de automóveis.


A Fundação “Ajuda à Igreja que Sofre” (AIS) ajudará novamente os cristãos e toda a população da Planície de Nínive, no Iraque.


Com a doação de 200 mil euros recebida após o leilão da Lamborghini doada ao Papa Francisco, a AIS financiará dois novos projetos em favor das famílias cristãs que retornaram à Planície de Nínive após a derrota militar do Estado Islâmico.


Em 15 de novembro de 2017, o Santo Padre doou à fundação a soma arrecadada com a venda da Lamborghini Huracán, doada ao Pontífice por essa companhia italiana fabricante de automóveis.


Solidariedade


“Hoje, AIS irá concretizar o gesto do Papa, financiando a reconstrução de duas estruturas da Igreja sírio-católica, destruídas pelos terroristas: a creche dedicada à Virgem Maria e o centro polivalente da paróquia de mesmo nome”, disseram Alfredo Mantovano e Alessandro Monteduro, respectivamente presidente e diretor de AIS-Itália.


Os dois edifícios se encontram em Bashiqa, a trinta quilômetros de Mossul. O povoado foi gravemente danificado pela guerra, mas a comunidade cristã retornou em grande número. De fato, 405 das 580 casas destruídas já foram consertadas e os cristãos que voltaram são 50%, ou seja, 1.585.“


As duas estruturas financiadas com os lucros da Lamborghini também beneficiarão outras minorias naquela área”, frisaram Mantovano e Monteduro, “já que o centro polivalente, capaz de acolher mais de mil pessoas, será utilizado para casamentos e festas religiosas de diferentes comunidades. Será o maior local da área e estará disponível para mais de 30 mil habitantes de vários grupos étnicos e fiéis”.


Há pouco mais de dois anos da libertação dos povoados da Planície de Nínive, o número de cristãos que voltaram para as suas casas superou todas as previsões. Em 11 de janeiro passado, 9.108 famílias voltaram aos povoados, ou seja, quase 46% das 19.832 que viviam em 2014, antes da chegada do Estado Islâmico. Fruto do imenso trabalho de reconstrução, em grande parte financiado por AIS, que até agora permitiu a reconstrução ou conserto de 41% das 14.035 casas destruídas ou danificadas pelo Estado Islâmico.


Coexistência pacífica entre as religiões


Não é a primeira vez que o Papa Francisco ajuda essas Igrejas locais. Em 2016, o Santo Padre financiou com 100 mil euros a Clínica de Caridade de São José de Irbil, que oferece assistência médica gratuita.


“No dia da entrega da Lamborghini, asseguramos ao Santo Padre que teríamos dado um sentido à sua doação, fazendo retornar milhares de cristãos a Nínive”, recordam Mantovano e Monteduro. “E assim foi. Esses dois projetos financiados graças à generosidade do Pontífice, são uma mensagem forte e um convite à coexistência pacífica entre as religiões numa área em que o fundamentalismo, infelizmente, prejudicou também as relações inter-religiosas”.


De 2014 até hoje, AIS doou mais de 40 milhões de euros em ajuda aos cristãos iraquianos..


Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square