São Patrício


Origens


São Patrício escreveu um livro autobiográfico intitulado "Confissão". Através dele sabemos que Patrício nasceu numa vila que pertencia a seu pai e ficava numa região entre Inglaterra e a Escócia. Ele nasceu no ano 377. Seu pai, Calpurnius, era cristão. E seu avô era padre (nesse tempo, os padres ainda podiam se casar). Porém, apesar da influ~encia religiosa, somente na adolescência é que patrício se interessou pela religião e pelos estudos.

Raptado por piratas

Aos dezesseis anos, patrício foi raptado por um grupo de piratas irlandeses. Em seguida, foi vendido como escravo. Levado à força para a Irlanda, foi submetido a trabalhos forçados num ambiente terrível, entre pessoas rudes, brutas e pagãs. Tentou fugir duas vezes, sem sucesso. Somente na terceira vez conseguiu a libertação tão sonhada.


Busca da fé


O jovem Patrício conseguiu embarcar para a Grã-Bretanha. Depois, foi para a França. Lá, partilhou a vida em vários mosteiros e conseguiu se habilitar para a vida religiosa, que unia o estilo de vida monástico, pela disciplina e oração, e também missionário, caracterizando-se pelo desejo de anunciar o Evangelho aos pagãos.

Discípulo e missionário

A princípio, o jovem monge patrício acompanhou um santo chamado Germano, que pertencia ao mosteiro de Auxerre. Ambos empreenderam uma grande missão apostólica nas terras da Grã-Bretanha. Mas o grande desejo de seu coração era evangelizar a Irlanda, aquele povo pagão, que o tinha escravizado. E Patrício entregou a Deus este santo propósito.


Deus ouviu seu coração


Quando o Bispo responsável pela missão na Irlanda, chamado Paládio, faleceu, o Papa Celestino I convocou justamente Patrício para dar continuidade à missão. Por isso, ele sagrado bispo e viajou para a Irlanda no ano 432.


Apóstolo da Irlanda


O que aconteceu na vida de São Patrício e na Irlanda nas três décadas que se seguiram, foi simplesmente extraordinário. Tanto que a missão de São Patrício ficou gravada para sempre na História da Irlanda, da Igreja Católica e até mesmo na história da Humanidade. São Patrício fez nada menos do que mudar o destino de um povo através do Evangelho. Sua missão levou à conversão praticamente toda a Irlanda. Tudo isso sem contar com ajuda política e sem jamais usar de violência contra aqueles que preferiam continuar no paganismo. Seu lema era respeitar para ser respeitado.


O respeito é recíproco


Por causa da atitude respeitosa de São Patrício, não aconteceu repressão contra os cristãos na Irlanda. O próprio rei, chamado Leogário, percebendo a santidade de Patrício, converteu-se e possibilitou que toda a sua corte se convertesse. A missão de São patrício foi tão eficaz que a fé católica se enraizou na Irlanda. E, de tal forma, que este país se tornou o berço de um grande número de evangelizadores, missionários e Santos.


Dinamismo


Além de viver uma vida santa, que tocava os corações, São Patrício era um homem de grande visão e dinamismo. Ele fundou incontáveis mosteiros pelo país. Com isso, a Irlanda se tornar um centro que irradiava a fé e a cultura. De lá partiu um grande número de monges missionários. Estes, peregrinaram por muitas terras estrangeiras anunciando o Evangelho. Alguns exemplos mais famosos são os apóstolos Donato, Columbano, Willibrordo, Galo, Tarásio entre tantos outros.


Mitos cristãos


Enquanto outros países tem como ídolos e mestres reis e ditadores que empreenderam guerras e mortandade, a Irlanda passou a ter seus mitos culturais nos monges e missionários evangelizadores e suas histórias de milagres, graças e heroísmo cristão. Este é um efeito direto que a enculturação do Evangelho levada a temo por São Patrício.


Morte


São Patrício faleceu no dia 17 de março do ano 461, na cidade de Down. Hoje, a cidade se chama Downpatrick (Cidade de Patrício) em sua homenagem. Há Séculos, o dia 17 de março é feriado nacional, quando se celebra o dia de São Patrício, a conhecido como a glória da Irlanda. Existem hoje na Irlanda mais de duzentos santuários construídos em honra a São Patrício, padroeiro do país.


Oração de São Patrício


Enfrentando a resistência e as armadilhas do paganismo na Irlanda, São Patrício compôs e rezou esta oração por sua proteção e eficácia na missão:

“Cristo comigo, Cristo em minha frente, Cristo atrás de mim, Cristo em mim, Cristo abaixo de mim, Cristo sobre mim, Cristo à minha direita, Cristo à minha esquerda, Cristo quando me deito, Cristo quando me sento, Cristo quando me levanto, Cristo no coração de cada um que pensa em mim, Cristo na boca de cada um que fala de mim, Cristo em todo olho que me vê, Cristo em todo ouvido que me ouve.

Amém!”

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square