• Weible Columns Inc

Vaticano autoriza as peregrinações à Medjugorje

Atualizado: Jan 2


"A partir de hoje, dioceses e outros institutos católicos podem organizar oficialmente suas peregrinações. Não há mais problemas", disse o Arcebispo Polonês, Henryk Horser, encarregado por Roma para supervisionar o trabalho pastoral de Medjugorje, em uma entrevista em sua residência em Varsóvia. E acrescentou ele: "Papa Francisco, recentemente, pediu a um Cardeal Albanês para dar a benção à atual fé em Medjugorje".


"Estou muito admirado com o trabalho que os Franciscanos estão fazendo lá", disse ele ao repórteres de notícias, de acordo com uma inicial má impressão. "Eles tem um grupo relativamente pequeno, pois são em uma dúzia, mas eles fazem um trabalho extraordinário, acolhendo os peregrinos. Todo verão eles organizam o Festival da Juventude. Este ano, houveram 50 mil pessoas, de todas as partes do mundo, com mais de 700 padres", ele adicionou.


O prelado também nota que "as confissões (em Medjugorje) são em enorme quantidade", um chamado a um verdadeiro fenômeno. Eles tem cerca de 50 confessores, que não são suficientes. Há confissões muito profundas espiritualmente". "E o que confirma a autenticidade do lugar e o grande número de instituições de caridade que existe ao redor do santuário. E ainda outra dimensão: O grande esforço que está sendo feito ao nível da formação Cristã. Todos os anos existem congressos de altos níveis de qualidade para diferentes audiências, sejam padres, doutores, pessoas jovens ou casais".


Mais, o Arcebispo, que visitou de forma extensiva e estudou o local, disse que um decreto da Conferencia de Bispos formada na antiga Iugoslávia, acontecido antes da guerra dos Balcãs, aconselhando contra peregrinações organizadas pelos bispos de Medjugorje, "não é mais relevante".


(Prezados, caso haja erros na tradução, por favor peço a gentileza de informar pelo email pascomnsdagloria1@gmail.com)


Versão original


"Today, dioceses and other institutions can organize official pilgrimages. There are no more problems," claims the Polish archbishop, Henryk Hoser, tasked by Rome with pastoral oversight at Medjugorje, in an interview at his residence in Warsaw. "Pope Francis recently asked an Albanian cardinal to give his blessing to the faithful present in Medjugorje," he added in the interview.


"I am full of admiration for the work the Franciscans are doing there," he told the news outlet, according to an initial, rough translation. "With a relatively small team - they are a dozen - they do an amazing job welcoming pilgrims. Every summer they organize a youth festival. This year, there were 50,000 people from around the world, with more than 700 priests," he added.


The prelate also notes that "Confessions [at Medjugorje] are massive," calling them a "phenomenon." "They have about fifty confessionals, which are not enough. These are very deep confessions." "And what confirms the authenticity of the place is the large amount of charitable institutions that exist around the sanctuary. And yet another dimension: the great effort that is being made at the level of Christian formation. Every year there are high-quality congresses for different audiences, be they priests, doctors, young people or couples."


More, the archbishop, who extensively visited and studied the site, said a decree of the former Bishops' Conference of the former Yugoslavia, which before the Balkan war advised against pilgrimages organized by bishops in Medjugorje, "is no longer relevant."

6 visualizações
Posts Em Destaque