• Sérgio Fadul

Mel Gibson divulga continuação de Paixão de Cristo

Atualizado: 27 de Dez de 2020

Matéria baseada em informações da ACI Digital


Em entrevista concedida no festival religioso evangélico SoCal Harvest, Mel Gibson deixou claro que fará a continuação do impactante e tão comentado filme “A Paixão de Cristo”, lançado em 2004. O filme, uma obra baseada nos diários de Ana Catarina Emmerich (1774 - 1824), relata de forma cruenta as últimas horas de vida de Jesus Cristo, nosso Senhor.

.

O filme foi muito contestado na época, pois muitos não queriam que expusessem o sofrimento que Jesus sentiu. Muitas cenas são fortes, até para hoje, com tanta violência na TV, mas remete o sentir profetizado por Isaías, onde descreve o nosso Salvador como algo que não queríamos ver, de tantas chagas que ele tinha. A produção do filme também contou com o fato de ser narrado em Latim, Hebreu e Aramaico (não foi dublado para outras línguas, só legendado), fruto de um trabalho conjunto com jesuítas linguistas de Los Angeles. Na época do filme diversas pessoas passaram mal nos cinemas, de tão realista e impactante que o filme é, por se tratar do nosso Deus e Senhor. O filme custou 30 milhões de dólares e rendeu mais de 611 milhões de dólares nos cinemas de todo o mundo.

.

Mel Gibson ainda afirma: “Que fique claro que o seu nome não será ‘A Paixão de Cristo 2’, mas sim ‘A ressurreição’”. "É um tema muito importante e precisamos tratá-lo com cuidado, porque não queremos fazer apenas uma versão com imagens. Podemos ler o que aconteceu, mas experimentá-lo de verdade, explorar seu significado mais profundo, vai dar muito trabalho, e Randall Wallace está disposto a fazê-lo”, explicou Gibson.

.

Mel Gibson é ator, roterista e diretor de filmes, com grande bagagem em Hollywood e conhecido por seus filmes estilo "thriller policial", como "Máquina Mortífera", "Plano de Fuga", "O Troco", "Teoria da Conspiração", "Herança de Sangue". Também fez filmes com víes históricos, com o mesmo formato em Thriller, como "Coração Valente", "Apocalipto", "O Patriota" e "Fomos Heróis".

Mas o filme que lançou o ator foi o famoso "Mad Max", personagem que marcou o artista em sua interpretação (ou que marcou o personagem em sua atuação). Gibson fazia o estilo de pessoa descontrolada, mas sofredora e com um leve tom de comediante, arrancando suspiros de suas fãs a cada filme.

.

Dos filmes, que são muito mais que os relacionados acima, que ele trabalhou como diretor estão "Homem sem face", "Coração Valente", "Paixão de Cristo", "Apocalipto", "Hacksaw Ridge" e o filme em questão "A Ressurreição".

.

Randal Wallace, citado por ele, é um diretor, grande escritor e amigo. Foi o escritor de Coração Valente e trabalhou em diversos filmes com Gibson. Recentemente Wallace escreveu um drama baseado na fé chamado "O céu é de verdade".

.

Mel Columcille Gerard Gibson é católico de linha "tradicionalista". Australiano de Peekskill, nasceu em 1956, hoje está com 60 anos.

.

Em 1980 ele se casou com Robyn Moore, namorada desde 1970, e teve uma filha e seis filhos. Seus sete filhos são Hannah (1980), os gêmeos Edward e Christian (1982), William (1985), Louis (1988), Milo (1990), e Thomas (1999).mas nos últimos anos, talvez por conta do meio cinematográfico, terminou se separando de sua esposa em 2009.

.